Diretor: Sebastião Lima
Diretor Adjunto: Luís Moniz
Últimas Notícias

A candidata à Presidência da Câmara Municipal da Praia da Vitória pela coligação PSD/CDS-PP, Vânia Ferreira, defende “que é essencial aumentar as verbas dos apoios às Juntas de Freguesia e dos acordos de Delegação de Competências. Vamos garantir 175 mil euros para as Juntas, já no orçamento de 2022”, afirmou.

“É um princípio de que não podemos abdicar”, disse a candidata, reiterando que “as Juntas de Freguesia da Praia da Vitória necessitam obrigatoriamente de um reforço nos valores transferidos pela Câmara, para que possam desempenhar a sua função com qualidade”, adianta.

Para a candidata praiense, “não faz sentido que os executivos das Juntas tenham de fazer esforços hercúleos para conseguir ter as estradas municipais sempre limpas, ou manter as zonas verdes e as zonas balneares, que são competências da Câmara, ao mesmo tempo que desenvolvem atividades culturais, auxiliam as instituições da freguesia ou arranjam os cemitérios, muitas vezes sem capacidade e tempo para tal, por falta de recursos humanos e financeiros”, refere.

“Injustamente, às vezes esquecemo-nos que estas pessoas têm os seus trabalhos”, lamenta a social democrata, garantindo que, “na nossa gestão, as Juntas serão uma extensão da Câmara em todas as freguesias do Concelho”.

“Vamos descentralizar poderes, mas queremos que lhes sejam disponibilizados recursos para tal. E o regulamento de apoios tem de ser revisto minuciosamente, porque as Juntas devem ter capacidade de criação de postos de trabalho e 5 mil euros não chegam para compensar o fim da disponibilização de recursos humanos por via dos programas ocupacionais”, concretiza.

“Os 175 mil euros anualmente transferidos pela Câmara para a Praia Ambiente limpar apenas o centro da cidade, desrespeitando todo o trabalho desenvolvido pelos executivos de freguesia, integrarão já no orçamento para 2022 a rubrica das Juntas de Freguesia. Queremos acabar com estas injustiças”, compromete-se Vânia Ferreira.

A candidata da coligação acrescenta que “na sua totalidade, as 11 freguesias do Concelho, receberam em 2021, já com os tão orgulhosamente anunciados 30% de aumento nos acordos de delegação de competências, um valor que rondou os 75 mil euros. Repito que este foi o valor anual repartido pelas 11 Juntas.”

“É importante que as pessoas percebam que a freguesia com maior densidade populacional, que contempla o centro da cidade, Santa Cruz, recebe anualmente 21 mil 276 euros da Câmara Municipal da Praia da Vitória, metade do que recebe a mais pequena freguesia de Angra, a Sé, da sua Câmara (47 mil 931 euros)”, explica.

Vânia Ferreira lembra que o PSD propôs o aumento “de todas essas verbas no mandato em curso, e o PS chumbou sempre as nossas iniciativas, que visavam aumentar o valor transferido para limpeza das estradas municipais – de €0,13 para €0,20 por metro de extensão de estrada -; o aumento do valor transferido para limpeza das zonas balneares – de €0,09 para €0,15 por metro2 de área balnear nos Biscoitos, Cabo da Praia, Porto Martins, Quatro Ribeiras, Santa Cruz e Vila Nova, o aumento do valor transferido para manutenção de espaços verdes – de €0,11 para €0,20 por metro2 de área verde a manter em todas as freguesias, com a exceção dos Biscoitos -. Assim como, o aumento do valor limite para obras de requalificação nos cemitérios – de 5 para 10 mil euros por legislatura – e para outros projetos de interesse público, nomeadamente, focalizados na gestão de riscos e na salvaguarda das populações e do património classificado das freguesias – de 5 para 20 mil euros/legislatura –”, conclui.

A candidata do Grupo de Cidadãos Eleitores “Esta é a nossa Praia” a Vereadora da Câmara Municipal da Praia da Vitória, nas eleições Autárquicas do próximo dia 26 de setembro, Raquel Borges, garante “a manutenção e o reforço dos apoios municipais” à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória (AHBVPV), elogiando o trabalho prestado “no socorro e cuidado às populações e nas prestações dos bombeiros em competições regionais, nacionais e internacionais onde têm levado e elevado o nome da Cidade e do Concelho aos mais altos patamares”.

Após reunir com a Direção e Comando da AHBVPV (acompanhada de vários elementos da lista de candidatos à Câmara Municipal, encabeçada por Tiago Ormonde, assim como de candidatos que integram a lista da candidatura independente à Assembleia Municipal da Praia da Vitória), Raquel Borges apontou ainda “outras prioridades definidas no Plano de Desenvolvimento para o Concelho da Praia da Vitória, no âmbito das ações de Proteção Civil”, nomeadamente “a criação de Unidades Locais de Proteção Civil nas Freguesias e Vila do Concelho onde ainda não existam, através da disponibilização de apoios específicos às Juntas de Freguesia”.

“A AHBVPV tem prestado um papel fundamental e de excelência no socorro e assistência a todos os Praienses, para além de que tem potenciado o nome da Cidade e do Concelho aos mais altos patamares dos pódios de competições de trauma e desencarceramento a nível regional, nacional e internacional. Tomamos nota das principais dificuldades sentidas por esta Associação e o que podemos garantir é a manutenção e reforço dos apoios municipais aos Bombeiros da Praia da Vitória, para que continuem a ser capazes de prestar o serviço de excelência que têm vindo a prestar ao longo dos últimos anos”, afirmou a candidata à saída.

Por outro lado, acrescentou Raquel Borges, “a candidatura ‘Esta é a nossa Praia’ dedica um capítulo específico do seu Plano de Desenvolvimento Concelhio às questões da Proteção Civil, pelo que estamos focados na melhoria da capacidade de resposta dos serviços municipais e locais de proteção civil. Assim, podemos garantir também que prestaremos todo o apoio necessário às Juntas de Freguesia, no sentido de serem criadas Unidades Locais de Proteção Civil, nas localidades onde ainda não existam”. “Vamos ainda reivindicar um reforço dos meios para melhorar a qualidade do serviço de segurança pública em todo o Concelho, desenvolver ações de sensibilização para toda a população, com especial enfoque nas crianças e nos idosos, no que toca a questões de proteção civil, apoiar as Instituições no âmbito dos seus planos de emergência e medidas de autoproteção, através do apoio à realização de inspeções regulares e garantir inspeções conjuntas, em toda a extensão das ribeiras, em articulação com os Serviços de Ambiente do Governo Regional e Juntas de Freguesia”, salientou.

“A Proteção Civil começa em cada um de nós, mas os serviços municipais são os que estão mais próximos das populações, pelo que, não podemos descurar as questões relativas à proteção de pessoas e bens. E não é por estarmos em campanha que esquecemos o essencial. E estas questões são da maior importância”, declarou Raquel Borges.

A candidata do Bloco de Esquerda à Câmara da Praia da Vitória visitou o Pavilhão da Artes Marciais e alertou para o estado de degradação que a infraestrutura apresenta, resultado da falta de manutenção durante os seus 10 anos de existência.

"Este pavilhão é frequentado por crianças desde tenra idade. Portanto, falamos de crianças a partir dos 3 anos que iniciam aqui o seu contacto com a prática do desporto. Não é de todo acolhedor, essencialmente pela sua segurança, que o chão esteja completamente degradado, em que é preciso andar com cuidado, para não correr o risco de cair", afirmou Joana Bettencourt.

A candidata entende que as infraestruturas destinadas à prática de desporto são determinantes para crianças, jovens e adultos, e, por isso, merecem toda a atenção por parte das entidades responsáveis, estranhando, por isso, o estado de degradação a que o edifício chegou, apresentando problemas no chão, nas janelas e no teto, que apresenta falhas graves.

Para Joana Bettencourt, para além de todo o bem-estar que proporciona, o desporto pode e deve ser uma das razões da primeira visita que muitas pessoas realizam à Terceira, nomeadamente para competições, por isso é preciso garantir as melhores condições para quem pratica desporto na ilha, mas também para quem se desloca ao concelho com esta finalidade.

"Este pavilhão, em concreto, necessita de obras urgentes para que crianças e jovens possam usufruir desta infraestrutura. Para além deste, pretendo que seja feita a manutenção necessária nos restantes pavilhões deste concelho", afirmou a candidata.

Acerca do Jornal da Praia

Este jornal é um quinzenário de informação geral que tem por objetivo a divulgação de factos, opiniões, debates, ideias, pessoas, tendências, sensibilidades, em todos os domínios que possam ser importantes para a construção de uma sociedade mais justa, livre, culta, inconformada e criativa na Região Autónoma dos Açores.

Este jornal empenha-se fortemente na unidade efetiva entre todas as ilhas dos Açores, independentemente da sua dimensão e número de residentes, podendo mesmo dar atenção primordial às ilhas de menores recursos, desde que tal postura não prejudique a implantação global do quinzenário no arquipélago dos Açores.

Área do assinante