Diretor: Sebastião Lima
Diretor Adjunto: Luís Moniz
Últimas Notícias

A Marinha, através do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC Delgada), em articulação com o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento das Lajes (RCC Lajes) e o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU-MAR), coordenou, desde as 06H12 (horas locais) de hoje, 15 de junho, o resgate de um tripulante masculino de 35 anos, de nacionalidade portuguesa, que se encontrava a bordo do navio de pesca “Santo Onofre”, com bandeira portuguesa, a navegar a cerca de 85 milhas náuticas (cerca de 157 quilómetros) a sudoeste da ilha de São Miguel.
O tripulante apresentava um trauma na face e no globo ocular com alterações da visão, a necessitar de cuidados médicos imediatos.
O resgate foi efetuado pela aeronave EH-101 da Força Aérea Portuguesa (FAP), que transportou o paciente para o aeroporto João Paulo II de Ponta Delgada, na Ilha de São Miguel, tendo aterrado cerca das 11h30 (horas locais). O paciente foi posteriormente transferido para o Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada.
Estiveram envolvidos nesta operação o MRCC Delgada, o RCC Lajes, o CODU-MAR, um avião C-295, um helicóptero EH-101 da FAP e uma ambulância do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores.

A Câmara Municipal da Praia da Vitória deliberou prolongar por mais um trimestre, ou seja até 30 de setembro, as medidas de apoio às famílias e empresas definidas na sequência da situação epidemiológica provocada pelo novo Coronavírus.
Segundo Tibério Dinis, Presidente do Município, “as medidas de apoio social e económico, implementadas no Concelho, desde março de 2020, devem continuar a vigorar, considerando que a situação epidemiológica continua a impor restrições ao nível do desenvolvimento socioeconómico”.
Neste sentido, acrescenta, “e tendo em conta que a Câmara Municipal da Praia da Vitória foi, desde a primeira hora, parceira ativa das famílias e das empresas, das Instituições Particulares de Solidariedade Social, Juntas de Freguesia e outras entidades prestadoras de cuidados à população, entendemos prorrogar por mais três meses as medidas de apoio municipais”.
Assim, até final de setembro próximo, continuam isentas de pagamento todas as taxas no âmbito dos Regulamentos Municipais de Taxas e Outras Receitas, Urbanismo e Edificação, Rendas ou Concessões. Contudo, continua a ser necessário o pedido de licenciamento.
Isentas estão também as taxas de publicidade, ocupação e preservação do espaço público, mercados, feiras e vendas ambulantes, higiene e salubridade e zonas de estacionamento reservadas a restauração, hotéis e alojamentos locais, e para os trabalhadores no centro da Cidade que tenham selo de estacionamento anual. Também o setor da construção civil continuará isento do pagamento de todas as taxas de urbanismo e edificação. Igualmente isentos continuam os empresários que tenham rendas ou concessões a pagar ao Município, seja em espaços de venda de artesanato, produtos agrícolas e atividades marítimo-turísticas, sejam os utilizadores de espaços municipais nos mercados, parques de campismo e bares de zonas balneares.
Já no âmbito de atuação da empresa municipal Praia Ambiente continuam isentos de pagamento das respetivas taxas de resíduos os estabelecimentos do chamado Canal HORECA, isto é, hotéis, pensões, hostels, restaurantes e similares.
No que toca ao apoio às Instituições, destaque para a manutenção da isenção o pagamento da fatura da água às Juntas de Freguesia e Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS’s) da Praia da Vitória, bem como da tarifa de deposição de resíduos na TERAMB por parte das Juntas de Freguesia.
Para Tibério Dinis “todas estas medidas são uma importante forma que a Câmara Municipal da Praia da Vitória encontrou para atenuar os efeitos sociais e económicos negativos causados por esta pandemia”, sublinhando “o esforço que o Município está a realizar, que, só é possível, fruto do trabalho de sustentabilidade financeira que esta Câmara tem vindo a desenvolver e implementar ao longo do seu mandato”.
“Não podia a Câmara Municipal da Praia da Vitória, nesta altura particularmente difícil para as famílias, empresas e instituições do Concelho, deixar de prestar todo o apoio possível para assegurar o mínimo de normalidade ao tecido social, económico e cultural”, afirma o edil.
Recorde-se que, desde o início da pandemia, os apoios aprovados e concedidos pela Autarquia praiense, já ultrapassaram os 2 milhões de euros.

O Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, anunciou, esta segunda à tarde, a realização de diversos investimentos de valorização da frente de mar da Freguesia de Vila Nova, desde a zona balnear das Escaleiras, ao espaço envolvente à abertura da “Rota do Mar”.

No âmbito da última “Presidência Aberta” do atual mandato, o edil, acompanhado pelo seu executivo e pela Junta de Freguesia, visitou a zona balnear das Escaleiras e anunciou que as obras de valorização do terreno adjacente ao parque de estacionamento, visando a criação de uma zona de lazer, “já estão adjudicadas, a um empreiteiro da Freguesia, por cerca de 150 mil euros, e iniciar-se-ão no final desta época balnear”.

“Na última vez que visitámos a Vila Nova apresentámos o Projeto de Valorização da Zona Balnear das Escaleiras. Este projeto já foi adjudicado e, por mútuo acordo entre a Câmara Municipal, a Junta de Freguesia e o empreiteiro, devido a questões logísticas, foi decidido que a obra só avançará no final desta época balnear”, revelou.

Em traços gerais, “estamos a falar de uma intervenção que permitirá potenciar o trabalho que a própria Junta de Freguesia tem vindo a desenvolver na valorização da frente de mar da Vila Nova. Estamos a falar de um terreno que já tem algumas estruturas de apoio ao lazer, como algumas mesas e churrasqueiras, mas este novo projeto prevê a instalação de um outro conjunto de equipamentos que permitirão dar melhores condições para o que a população local ou visitante aqui queira desenvolver, como mesas, abrigos para refeições, equipamentos lúdico-infantis, bancos para contemplação da vista, entre outros”.

Este é um projeto que se insere na estratégia municipal de valorização das zonas balneares do Concelho da Praia da Vitória e que se integra também na chamada “Rota do Mar”, um percurso pedestre que a Junta de Freguesia, presidida por Vasco Lima, está a ultimar no sentido de possibilitar a contemplação de praticamente toda a frente marítima da Vila Nova.

Protocolo de Cedência de Casa do Ramo Grande

No âmbito da “Presidência Aberta”, o Município assinou com a Junta de Freguesia um Protocolo de Cedência da chamada “Casa do Ramo Grande”, uma infraestrutura de arquitetura típica daquela zona do Concelho e da Ilha que servirá para a instalação de um núcleo museológico na localidade.

A recuperação deste imóvel (que foi a primeira sede da GRATER – Associação de Desenvolvimento Regional das ilhas Graciosa e Terceira) foi candidatada pela Autarquia da Praia da Vitória aos fundos comunitários do programa EEAGrants que, neste momento, segundo Tibério Dinis, “está parado devido à apresentação de um providência cautelar contra a atribuição destes fundos por parte da União Europeia”, pelo que a cedência à Junta de Freguesia “é a forma de manter e preservar este importante património do Ramo Grande”.

Assim, para além da cedência gratuita do imóvel, a Câmara Municipal dará todo o apoio logístico e financeiro necessário à instalação de um núcleo museológico na “Casa do Ramo Grande”, possibilitando que a Junta de Freguesia de Vila Nova concretize mais um dos seus projetos para a comunidade local e para os visitantes.

Com a realização dos investimentos anunciados, bem como de “todas as intervenções que têm vindo a ser realizadas na própria zona balnear das Escaleiras”, Tibério Dinis realça que se trata de “uma valorização, não só de toda a frente de mar desta Freguesia, como também uma valorização de todos os serviços que aqui estão disponíveis, para oferecer mais qualidade de vida a todos aqueles que venham até à Vila Nova e à Praia da Vitória”.

Política de proximidade

Com a realização da “Presidência Aberta” à Freguesia de Vila Nova, o executivo municipal da Praia da Vitória terminou, neste mandato, a 44.ª visita a todas as Freguesias e Vila do Concelho, num exercício de política de proximidade que Tibério Dinis tinha prometido realizar quando assumiu a candidatura à Presidência da Autarquia.

“O conjunto de reuniões com as entidades das nossas Freguesias e Vila, com os munícipes e com as instituições e coletividades de todas as nossas localidades foi muito profícuo, pois assentou num princípio de proximidade que é fundamental para correspondermos às especificidades do nosso território, para além de que a partilha de ideias sobre o funcionamento e as necessidades das pessoas e instituições permite-nos dar uma resposta mais eficaz e célere aos problemas”, afirmou.

“Com o reforço da proximidade e a união de esforços conseguimos potenciar o desenvolvimento local e colmatar as necessidades existentes e esta é a nossa maior preocupação: garantir as condições necessárias ao bem-estar das comunidades que constituem a Praia da Vitória. O desenvolvimento socioeconómico do Concelho só se consegue com esta política de proximidade “, concluiu.

Acerca do Jornal da Praia

Este jornal é um quinzenário de informação geral que tem por objetivo a divulgação de factos, opiniões, debates, ideias, pessoas, tendências, sensibilidades, em todos os domínios que possam ser importantes para a construção de uma sociedade mais justa, livre, culta, inconformada e criativa na Região Autónoma dos Açores.

Este jornal empenha-se fortemente na unidade efetiva entre todas as ilhas dos Açores, independentemente da sua dimensão e número de residentes, podendo mesmo dar atenção primordial às ilhas de menores recursos, desde que tal postura não prejudique a implantação global do quinzenário no arquipélago dos Açores.

Área do assinante