Diretor: Sebastião Lima
Diretor Adjunto: Luís Moniz
Últimas Notícias

A youtuber nacional Mafalda Creative marca presença no Outono Vivo com a apresentação do seu livro “Uma Adolescente à Beira de Um Ataque de Nervos”, prevista para sábado,13, às 16h00, no Auditório do Ramo Grande (ARG).

Com mais de 493.000 subscritores no YouTube e mais de 310.000 seguidores no Instagram, é considerada uma das youtubers com mais sucesso em plataformas digitais, cujo conteúdo assenta na realização de vídeos e paródias.

O seu livro, editado pela Manuscrito, já ultrapassou as 10000 cópias vendidas.

“Uma Adolescente à Beira de Um Ataque de Nervos” retrata os desafios da vida na fase da adolescência, altura por excelência de descoberta e adaptação às problemáticas e vivências do dia-a-dia”.

Segundo a autora, a obra reúne “um conjunto de estratégias para sobreviver ao secundário e aprender a fazer os amigos certos, incluindo também dicas sobre como tirar a carta de condução, a vida de finalista e os primeiros tempos na faculdade”.

Paula Sousa, vereadora com o pelouro da Cultura, acredita “na aposta de escritores que possam envolver as novas gerações, valorizando igualmente os jovens que visitam o Outono Vivo (OV) e encaram este festival como um espaço de partilha de ideias e criação de experiências enriquecedoras”.

 “O OV assume-se como um local de encontros entre gerações, onde são debatidas as mais diversas temáticas e colocadas em perspetiva opiniões sobre um determinado assunto. A par disso, e igualmente importante, é também o conhecimento transmitido nos momentos musicais, de teatro, contos infantis ou cinema que integram este festival. Pretende-se que, de uma forma ou de outra, o OV seja uma experiência enriquecedora para todos os que o visitam”, referiu a edil praiense.

Apesar do evento ser gratuito, o acesso ao mesmo envolve a aquisição prévia de bilhete, no sentido de cumprir a lotação limitada em período de pandemia. Os mesmos podem ser adquiridos na Academia de Juventude e das Artes, de segunda a sexta-feira, das 09h00 às 17h00, e nas duas horas antes do início da iniciativa, no sábado, na bilheteira do ARG. É obrigatória a utilização de máscara, bem como a desinfeção das mãos.

A XVI edição do OV decorre até domingo, 14 de novembro, na Academia de Juventude e das Artes da Ilha Terceira e no Auditório do Ramo Grande, envolvendo, além da habitual Feira do Livro, a apresentação de livros

 

Programa Outono Vivo 

ver mais em Agenda Praia Cultural

A presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Vânia Ferreira, e a vereadora com o pelouro da Cultura, Paula Sousa, entregaram, na manhã de terça-feira, 09, cheques-oferta à biblioteca municipal e às quatro bibliotecas escolares para reforço dos seus catálogos de livros. O momento aconteceu no âmbito do Outono Vivo 2021, festival literário e cultural, que decorre até 14 de novembro na cidade.

Foram atribuídos cheques-oferta à Escola Secundária Vitorino Nemésio, Escola Básica Integrada dos Biscoitos, Escola Profissional da Praia da Vitória, Escola Básica Integrada da Praia da Vitória e Biblioteca Municipal Silvestre Ribeiro. Os cheques-oferta totalizaram 1700 euros para aquisição de livros.

A Presidente da Autarquia praiense, Vânia Ferreira, sublinha que “para além de um importante contributo para o enriquecimento das bibliotecas do concelho, é também um momento onde assinalamos a nossa vontade de estar ao lado das nossas escolas”.

 “A nossa intenção passa por se construir e manter um relacionamento próximo com as escolas, onde este primeiro contacto se traduziu num encontro com os representantes das escolas básicas integradas, secundária e profissional do nosso concelho, onde no fim levaram também um contributo para o seu acervo escolar”, finalizou a edil praiense.

Desde 2016, o Município da Praia da Vitória procede à entrega de vouchers às bibliotecas no Concelho com vista ao reforço e atualização dos seus catálogos de livros.

Os costumes e as tradições caracterizados na obra “Fontinhas nas Fontes da sua História”, de Leandro Ávila, são “um contributo histórico importante na valorização da identidade cultural praiense, reforçando a dinâmica coletiva do Concelho”. A ideia foi veiculada pela presidente da Câmara Municipal, Vânia Ferreira, que esteve presente, na apresentação do livro, no passado sábado,06, no claustro da Academia de Juventude e das Artes da Ilha Terceira, no âmbito do Outono Vivo.

“As onze freguesias e Vila que integram o Concelho da Praia da Vitória são, sem dúvida alguma, ricas em costumes e tradições que, inevitavelmente, são contributo para a dinâmica cultural vivenciada hoje, naquela que é a nossa identidade enquanto povo. O livro apresentado reflete as particularidades da freguesia das Fontinhas, assumindo, sem dúvida, um papel relevante para a nossa história, deixando um legado único em cada um de nós”, referiu a autarca.

Na ocasião, a edil praiense salientou “o trabalho do escritor na criação desta obra, onde se encontram registados os costumes, tradições e festividades locais, bem como os feitos e obras de diversas figuras em prol do desenvolvimento da freguesia”.

“O historiador Leandro Ávila, pretende com este livro, marcar de forma holística a obra e a relevância histórica da freguesia”, sublinhou Vânia Ferreira.

Leandro Ávila é natural da freguesia das Fontinhas e professor. O autor realizou a recolha e a compilação do conhecimento histórico da freguesia, incluindo os seus costumes religiosos, tradições e envolvências culturais, além das personalidades que marcaram a freguesia, ao longo dos anos. Na obra é igualmente explicada a origem do nome da freguesia, bem como referência à padroeira Nossa Senhora da Pena.

 

Programa Outono Vivo 

ver mais em Agenda Praia Cultural

Acerca do Jornal da Praia

Este jornal é um quinzenário de informação geral que tem por objetivo a divulgação de factos, opiniões, debates, ideias, pessoas, tendências, sensibilidades, em todos os domínios que possam ser importantes para a construção de uma sociedade mais justa, livre, culta, inconformada e criativa na Região Autónoma dos Açores.

Este jornal empenha-se fortemente na unidade efetiva entre todas as ilhas dos Açores, independentemente da sua dimensão e número de residentes, podendo mesmo dar atenção primordial às ilhas de menores recursos, desde que tal postura não prejudique a implantação global do quinzenário no arquipélago dos Açores.

Área do assinante