Diretor: Sebastião Lima
Diretor Adjunto: Luís Moniz
Últimas Notícias

Entre os dias 10 e 13 junho, a Associação de Futebol de Angra Heroísmo (AFAH) leva a cabo a Festa do Futebol Feminino, sob o lema Miúdas com Talento, com seis jogos agendados para o Campo do Barreiro, na freguesia do Porto Judeu.
A Festa do Futebol Feminino, que é apadrinha pela Nicole Cassamá, atleta terceirense do SL Benfica, vem no seguimento do Centro de Treinos AFAH – Futebol Feminino, e pretende ser um momento de promoção da modalidade no feminino, ao mesmo tempo que quer ser um forte contributo no combate à discriminação entre géneros, fomentando a igualdade no acesso a oportunidades.
Assim, durante quatro dias, três seleções, em representação das três ilhas sob jurisdição da AFAH (Terceira, Graciosa e São Jorge) irão disfrutar de momentos de prática desportiva e boa-disposição, no sintético do Campo do Barreiro.
Cada uma das três equipas irá disputar quatros jogos, sendo este o calendário do evento:
Dia 10, às 16h00, entram em campo as seleções da Terceira e São Jorge. Já no dia seguinte, teremos dois encontros, às 12h30, Graciosa frente a São Jorge, e às 18h30, Graciosa contra Terceira. No dia 12, novamente às 12h30, São Jorge e Terceira voltam a defrontar-se, e, mais tarde, às 18h30, a seleção de São Jorge volta a entrar em campo, frente ao conjunto da Graciosa. Por último, e já no dia 13, Terceira e Graciosa medem forças, às 12h30, no derradeiro jogo.
Para além dos jogos, a organização da Festa do Futebol Feminino, irá promover, na tarde do dia 13, pelas 16h00, uma palestra sobre Igualdade de Género, no Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, num evento destinado às atletas participantes do torneio de promoção, bem como ao público em geral.

Competição decorre de 04 a 06 de junho, no Campo Municipal João Gualberto Borges Arruda, na cidade da Lagoa.
Entre os dias 04 e 06 de junho, a seleção sub-15 de futebol 11 da Associação de Futebol de Angra Heroísmo (AFAH) marcará presença no Torneio Regional Interassociações, promovido, este ano, pela AF Ponta Delgada, no Campo Municipal João Gualberto Borges Arruda, cidade da Lagoa, São Miguel.
O conjunto orientado por Paulo Meneses realizou, no passado dia 01 de junho, o décimo primeiro e último estágio de preparação para esta prova, tendo o treino decorrido no Campo do Barreiro, Porto Judeu.
Paulo Meneses, que na presente época já venceu os Torneios Regional Interassociações sub-17 e sub-16, diz que “as espectativas são as melhores, pois para além de contarmos com atletas de enorme qualidade, o trabalho realizado também foi de alto nível, com a realização de onze unidades de treino”. O selecionador refere até que “o difícil foi escolher o leque de jogadores, atendendo à qualidade existente, mas tivemos de fazer opções”.
Quando questionado se por ter vencido os dois torneios em que participou esta época, aos comandos das seleções AFAH, aumentava o sentido de responsabilidade, respondeu que “representar esta Associação já é por si só uma grande responsabilidade e claro que quando ganhamos as espectativas crescem. No entanto, e tal como já tive oportunidade de referir noutras ocasiões, quem representa esta Casa tem de ter sempre um pensamento vitorioso”, conclui-o.
A seleção da AFAH inicia a sua participação no torneio frente à congénere de Ponta Delgada, no dia 04, às 10h30, tornando a jogar no mesmo dia, às 17h00, contra a seleção da AF Horta. No dia seguinte voltará a medir forças com a seleção da casa, em encontro agendado para as 17h00. Já no dia 06, às 09h30, terminará a sua participação na prova com o segundo jogo frente ao conjunto da AF Horta.
Na convocatória constam atletas de três clubes filiados da AFAH, sendo estes os eleitos de Paulo Meneses: Diogo Costa, Diogo Soares, João Pavão, Pedro Aguiar, Samuel Pereira, Tiago Teixeira, Tomás Gomes e Vasco Sousa, do SC Angrense; Afonso Almeida e Pedro Silva, do SC Lusitânia; André Pereira, Cláudio Bettencourt, Cristiano Andrade, Diogo Rodrigues, Gonçalo Vieira, João Lima, Paulo Duarte e Simão Soares, do SC Praiense.
(Nota: em anexo segue a foto de grupo com os atletas convocados, estando em falta o atleta Diogo Rodrigues, do SC Praiense.)

A Associação de Surf da Terceira comunica que a candidatura para a realização de uma prova na Ilha terceira integrada no Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola 2021, foi ganha, colocando os Açores e a Praia da Vitória no mapa nacional e internacional da modalidade.
A Federação Portuguesa de Surf apresentou ontem o Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola 2021 e conta com a parceria da BBoardTV.
São apenas 4 as etapas com ondas de classe mundial em Aveiro, Figueira da Foz, Praia da Vitória e Peniche, sendo considerado “o melhor calendário de sempre”.
Uma das novidades deste ano é o aumento do número de vagas para competidores masculinos em 30%, de 48 para 64 atletas.
De acordo com o calendário, os Açores receberão a 3ª etapa na ilha Terceira, entre 2 e 5 de outubro, sendo a prova realizada na mítica onda de Santa Catarina, no concelho da Praia da Vitória, e volvidos quase 10 anos desde a última edição nesta ilha.
Para Joana Schenker, 7 vezes campeã nacional “…(a ilha )Terceira é uma adição muito interessante, uma onda diferente do que estamos habituados no circuito e que tem o extra de incluir as ilhas, o que dá uma dimensão verdadeiramente nacional ao circuito e a sensação de viajar que nos tem sido vedada nos últimos tempos…”
Já para Daniel Fonseca, bicampeão nacional, “…Olhando para o calendário, a grande surpresa é Santa Catarina, nos Açores. É um spot com muito potencial para o espetáculo e embora estejamos sujeitos às condições, tem tudo para ser uma boa oportunidade de mostrar bodyboard de alto nível em ondas de consequência….”
A inclusão dos Açores no circuito Nacional de Bodyboard teve o empenho da da AST - Associação de Surf da Terceira, o interesse e apoio imediatos da Câmara Municipal da Praia da Vitória e do Governo Regional dos Açores para acolher a 3ª etapa.Consideramos que este evento é uma oportunidade de excelência para colocar o município, a ilha e a Região no “mapa” do Bodyboard nacional e internacional.
Estes eventos são a justa promoção daquilo que os Açores podem oferecer como destino de "surfing”, em particular na chamada época baixa.
A Região reúne uma série de potencialidades que harmonizam o surf com a oferta do turismo de natureza e de lazer, que deve ser promovida de forma sustentável e segura.
A etapa dos Açores conta igualmente com a colaboração da Associação Açores de Surf e Bodyboard e do apoio do Governo dos Açores e entidades privadas.

Acerca do Jornal da Praia

Este jornal é um quinzenário de informação geral que tem por objetivo a divulgação de factos, opiniões, debates, ideias, pessoas, tendências, sensibilidades, em todos os domínios que possam ser importantes para a construção de uma sociedade mais justa, livre, culta, inconformada e criativa na Região Autónoma dos Açores.

Este jornal empenha-se fortemente na unidade efetiva entre todas as ilhas dos Açores, independentemente da sua dimensão e número de residentes, podendo mesmo dar atenção primordial às ilhas de menores recursos, desde que tal postura não prejudique a implantação global do quinzenário no arquipélago dos Açores.

Área do assinante