Jornal da Praia

PUB

Neste incio de ano...

Segunda, 25 de Janeiro de 2010 em Editorial 925 visualizações Partilhar

Neste incio de ano...

No início deste novo ano, é possível pensar e defender que ainda há uma réstia de esperança na construção de um mundo melhor, mais consistente em termos sócio-económicos, e por conseguinte mais justos, mais solidários e mais fraternos.

Apesar das inúmeras dificuldades que por vezes parecem perenes, urge unir esforços e vontades para que se fortaleça os ânimos, a fim de se ultrapassarem obstáculos difíceis, viabilizando-se políticas sociais, culturais e económicas que promovem o bem-estar das pessoas e das famílias, num equilíbrio belo e harmonioso, porque só assim conseguiremos enfrentar, embora lentamente esta malograda crise económica que teima em perdurar, afectando drasticamente as famílias que se vêem lançadas na miséria proveniente da elevada taxa de desemprego.

A família é sem dúvida alguma a célula base da sociedade, e só poderemos ter uma sociedade melhor se zelarmos pela defesa e bem estar dos membros familiares, senão os alicerces sociais desmornar-se-ão como um castelo de cartas, arrastando-nos para o caos e destruindo os mais elementares valores ético-fundamentais da nossa identidade judaico-cristã.

Temos que combater energicamente as tentativas de desmembramento do núcleo familiar, é um complexo desafio a que não podermos virar costas se queremos construir um mundo melhor.

Ao praticarmos o bem possível estamos a contribuir fortemente para a felicidade dos outros, e este deve ser o nosso lema para este novo ano, construir a felicidade e a paz, pois só assim se poderá vencer a crise económica que nos tem afectado gravemente, para garantirmos « o revigoramento económico » e promover os índices de desenvolvimento desejáveis e sustentáveis, aproveitando-se melhor as riquezas que se criam e as que existem.