Jornal da Praia

PUB

AUTORIDADES REGIONAIS E LOCAIS ATENTAS AO FURACÃO LORENZO

Sexta, 27 de Setembro de 2019 em Atualidade 1434 visualizações Partilhar

AUTORIDADES REGIONAIS E LOCAIS ATENTAS AO FURACÃO LORENZO

A Secretária Regional da Saúde afirmou hoje, em Angra do Heroísmo, que o Governo dos Açores “está a tomar todas as medidas para enfrentar" a situação resultante da passagem do furacão Lorenzo e "prestar um apoio eficaz a todas as ocorrências que possam vir a suceder”.

Teresa Machado Luciano falava numa conferência de imprensa para apresentar “o evoluir da situação referente à passagem do furacão Lorenzo pelo arquipélago”.

O Presidente do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) adiantou que, “segundo informação do IPMA, será a parte leste do furacão que terá maior intensidade, atingindo, por isso, de forma mais agressiva o Grupo Central”, lembrando, no entanto, que se “trata de uma projeção que durante os próximos dias poderá sofrer alterações”.

Carlos Neves referiu que a Proteção Civil “está a proceder aos contactos com todos os agentes de Proteção Civil e com todas as entidades com responsabilidade nesta área, como Câmaras Municipais, Serviço Municipais de Proteção Civil, Direção Regional das Obras Públicas e Comunicações, Direção Regional da Saúde, Forças Armadas, PSP, todos os elementos que possam contribuir para o socorro às populações”.

“Iremos também aumentar a capacidade de emergência pré-hospitalar nas ilhas que só possuem um Centro de Saúde, nomeadamente na Graciosa e nas Flores, com a ativação do serviço SIV”, adiantou o Presidente do SRPCBA.

“No Pico e no Faial, o serviço SIV irá cobrir as 24 horas e estamos a verificar com a Direção Regional da Saúde a necessidade de se reforçar mais algumas unidades de saúde de ilha”, acrescentou.

Carlos Neves assegurou que “os meios irão estar em alerta máximo, nomeadamente corpos de bombeiros, obras públicas, forças de segurança, a partir de terça-feira, dia 1 de outubro”.

O Presidente do SRPCBA alertou ainda para a necessidade de serem seguidas as medidas de autoproteção, consideradas essenciais para a segurança da população e para evitar perda de vidas humanas e bens materiais.

SMPCPV PREPARA RESPOSTA LOCAL

Por outro lado, o Serviço Municipal de Proteção Civil da Praia da Vitória (SMPCPV) está a acompanhar, em parceria com o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, a evolução, no Atlântico, do furacão Lorenzo, que, pelas previsões atuais, poderá afetar o estado do tempo nas ilhas dos Grupos Central e Ocidental dos Açores na próxima quarta-feira, 02 de outubro.

Segundo a vereadora Raquel Borges, que coordena o SMPCPV, estão a ser analisados todos os procedimentos conducentes a uma eficaz resposta local caso se registem quaisquer eventualidades neste âmbito.

“O importante, nesta fase, é não provocar alarmismos e manter a atenção ao assunto. O que pedimos à população é que tenha a preocupação de implementar medidas de autoproteção, para que estejam melhor preparadas em caso de incidentes. À medida que existirem novidades, iremos informando a população. Estamos em contacto permanente com o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores”, adianta.

Segundo o Instituto Português do Mar e Atmosfera, na manhã desta sexta-feira, 27, o furacão Lorenzo encontrava-se a 2600 quilómetros a sudoeste dos Açores, deslocando-se para norte/noroeste.

“É provável que o arquipélago seja afetado por este furacão, na próxima quarta-feira (dia 2 de Outubro), prevendo-se no entanto que deverá perder intensidade à medida que se aproxima dos Açores. Tendo em conta os últimos resultados dos modelos meteorológicos, existe uma maior probabilidade de os grupos Ocidental e Central serem os mais afetados. No entanto, devido à distância a que o furacão se encontra, existe ainda um grau de incerteza relativamente à sua trajetória e respetiva intensidade com que poderá atingir o arquipélago”, sublinha o organismo que monitoriza estas situações.

Está prevista atualização do comunicado durante o fim-de-semana.

GaCS/SRS/GP-MPV/JP