Jornal da Praia

PUB

PRAIA DA VITÓRIA ACOLHE WORLD CHALLENGE RESCUE 2023

Quarta, 11 de Setembro de 2019 em Atualidade 378 visualizações Partilhar

PRAIA DA VITÓRIA ACOLHE WORLD CHALLENGE RESCUE 2023

A cidade da Praia da Vitória acolhe, em 2023, o Campeonato Mundial de Trauma e Desencarceramento. A realização do evento foi anunciada quarta-feira, 11, pela Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória e pela Associação Nacional de Salvamento e Desencarceramento.

Para o presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, que recebeu a notícia com “enorme satisfação”, a realização do evento na cidade da Praia da Vitória é o corolário da excelência do trabalho realizado pelos bombeiros da Praia, particularmente pelos resultados alcançados nas diversas provas nacionais e internacionais neste âmbito e pela organização, com o apoio da Autarquia e do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, do Campeonato Nacional de Trauma, em maio deste ano.

“A realização do campeonato mundial na Praia da Vitória resulta do empenho, do mérito e dos resultados da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória nesta competição e organização, que ficou bem explicito na organização do Campeonato Nacional de Trauma, que decorreu, em maio, na Praia da Vitória. Mas esta escolha destaca também a excelência do trabalho que a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória desenvolve em prol de todos nós. É com profunda satisfação que recebemos essa notícia e que garantimos a total colaboração do Município da Praia da Vitória na organização da prova”, afirma Tibério Dinis.

O Campeonato de Trauma e Desencarceramento é uma organização da World Rescue Organization, envolvendo várias centenas de participantes de corporações de bombeiros de todo o mundo.

A edição deste ano está a decorrer em La Rochelle, França, até 15 de setembro, contando com a presença de duas equipas da Associação Humanitária de Bombeiros da Praia da Vitória e uma dos Bombeiros Voluntários de São Roque do Pico.

GP-MPV/JP