Jornal da Praia

PUB

ESTE ANO ASSINALA-SE 25 EDIÇÕES DAS FESTAS DA PRAIA

Quinta, 25 de Julho de 2019 em Atualidade 467 visualizações Partilhar

ESTE ANO ASSINALA-SE 25 EDIÇÕES DAS FESTAS DA PRAIA

As Festas da Praia, no mês de agosto e com um figurino aproximado ao formato atual, realizaram-se pela primeira vez, em 1991, após deliberação do executivo camarário, à data presidido por Carlos Lima. Antes, de 1978 a 1987, a Praia da Vitória, organizou e realizou com periodicidade bianual as Sanjoaninas, fruto de um acordo celebrado com a Comissão Organizadora de Angra do Heroísmo, na segunda metade da década de setenta.

No período pós revolução (25 de abril), vivia-se não só no país, como também no arquipélago e na ilha um clima de grande agitação social, caracterizado por muitas mudanças e enormes incertezas, que terá de alguma forma contribuído, para uma menor participação e consequente decréscimo qualitativo das Sanjoaninas, que se realizavam a cada ano ímpar na vizinha heroica e sempre leal cidade de Angra do Heroísmo.

Face à necessidade de as revitalizar, a Praia da Vitória é desafiada a organizar as Sanjoaninas nos anos pares. Os praienses de imediato abraçaram a ideia e rapidamente nomearam uma comissão, organizando as primeiras Sanjoaninas em terras de Nemésio, que a partir de então começam a ostentar a cognome de “Festas da ilha Terceira”, em junho de 1978.

Segundo a calendarização acordada as Sanjoaninas voltariam de novo à Praia da Vitória, em 1980, mas o grande tremor de terra do primeiro dia do ano, que arrasou grande parte da ilha, inviabilizou de todo esta realização seis meses depois. Vivia-se em toda a ilha o tempo da reconstrução.

No ano seguinte, 1981, ano ímpar, cabia a Angra do Heroísmo realizar as festas. Mas o esforço de reconstrução era ainda por demais evidente, num concelho fortemente afetado pelo sismo das 15:42, daquela terça-feira, feriado de ano novo. Por essa razão, Angra, justificadamente abdica da realização das festas, passando as mesmas para a Praia da Vitória.

Nessa segunda realização das “Festas da Ilha Terceira”, numa comissão organizadora presidida pelo Sr. Almerindo Costa, a Praia da Vitória inova, introduzindo pela primeira vez na ilha Terceira, o desfile de marchas populares na noite de São João (23 de junho), criando aquele que ainda hoje é um dos dias mais emblemático destas fabulosas festas.

As últimas “Sanjoaninas – Festas da ilha Terceira” na cidade de Nemésio realizam-se em 1987. Nesse ano, as festividades ocorrem simultaneamente em Angra de Heroísmo e na Praia da Vitória, já que desde a edição anterior, Angra decide unilateralmente passar as festas a anuais.

Em 1989, a Praia da Vitória equacionou realizar uma vez mais as “Festas da ilha Terceira”, ou em junho como tradicionalmente, ou em agosto, não as fazendo coincidir com Angra. Porém, dificuldades diversas relacionadas com a constituição de uma comissão organizadora, inviabilizaram de todo tal pretensão.

Ao todo, a Praia da Vitória organizou cinco edições das “Sanjoaninas – Festas da Ilha Terceira”: 1978; 1981; 1983; 1985 e 1987.

Em 1991, uma deliberação da Câmara Municipal da Praia da Vitória institui as “Festas da Praia”. Uma semana de festas, em agosto, preferencialmente cobrindo o dia 11, assinalando a histórica batalha de 1829, travada na sua baía entre forças liberais e absolutistas, que lhe acrescentou a nomeação “de Vitória” e lhe valeu o título de “mui notável”. Mais tarde, em 2004, no âmbito das comemorações dos 175 anos desta importante batalha, o dia 11 de agosto, passou a feriado municipal substituindo o 20 de junho, data que invoca anualmente a elevação da Praia da Vitória a cidade, em 1981.

A edição de 1993, fica marcada pela não realização de corridas de praça, as quais só voltam ao programa das festividades em 2007, por iniciativa do Grupo de Forcados Amadores do Ramo Grande.

A periodicidade bianual das festividades mantêm-se até 1999, ano a partir do qual, as Festas da Praia passam a anuais por deliberação do executivo camarário, então presidido por José Fernando Gomes. Nesse mesmo ano, é feito uma nova experiência, com a organização de uma feira gastronómica impulsionada por Carlos Parreira, que revelando-se um enorme sucesso e aperfeiçoando-se ano após ano, perdura nos dias de hoje sob a designação de “Feira de Gastronomia do Atlântico”, constituindo um dos pilares fundamentais das maiores festas concelhias.

Em 2005, pelas mãos de Diana Valadão, as festividades assumem um novo paradigma. Cria-se a “Dream Zone” e a música eletrónica chega às festas, numa decisão visionária que se revelou de enorme sucesso, sobretudo junto das gerações mais novas. Um ano mais tarde, com a chegada de Roberto Monteiro à presidência da CMPV, na senda de garantir sustentabilidade económica ao evento, e também, melhorar qualitativamente as suas propostas musicais, é implementado o conceito “Music Resort”, no qual os espetáculos convencionais misturam-se com as atuações de DJ(s) de renome nacional e internacional, numa única proposta comercial, com a aquisição de pulseiras de ingresso diário ou semanal.

Em 2012, a coordenação da Feira de Gastronomia é entrega à Fundação de Ensino Profissional da Praia da Vitória, que deste então, a vem organizando anualmente com grande brilhantismo e sucesso.

No ano seguinte, 2013, é abandonado o modelo de Comissão de Festas com nomeação anual do respetivo presidente, passando a organização para a Cooperativa Praia Cultura (CPC), sendo a cada ano, nomeados coordenadores/diretores para uma das diferentes componentes das festas. Com este novo modelo pretende-se libertar os coordenadores anuais para as questões criativas e organizativas, e simultaneamente, ganhar vantagens na gestão orçamental e logística das festividades assegurada pelos profissionais da CPC.

No ano passado (2018) as Festas da Praia preconizam nova mudança no sue modelo organizativo, com a entrega a privados da “Dream Zone” e a organização da Tourada de Praça.

Este ano, narrando “Lendas da Maresia” as Festas da Praia assinalam 25 edições, prestando homenagem ao Mar e às suas gentes, envolvendo-nos no mundo da fantasia.

AS 25 EDIÇÕES

1991 – Presidente da Comissão Organizadora: Francisco Nunes; Tauromaquia: TTP

1993 – Presidente da Comissão Organizadora: Manuel Ortiz

1995 – Presidente da Comissão Organizadora: José Almerindo Costa

1997 – Presidente da Comissão Organizadora: Albino Ribeiro

1999 – Presidente da Comissão Organizadora: Vasco Cunha; Feira de Gastronomia: Carlos Parreira

2000 – Presidente da Comissão Organizadora: Carlos Parreira; Feira de Gastronomia: Carlos Parreira

2001 – Presidente da Comissão Organizadora: José Almerindo Costa; Feira de Gastronomia: Carlos Parreira

2002 – Presidente da Comissão Organizadora: Carlos Armando Costa; Feira de Gastronomia: Carlos Parreira

2003 – Presidente da Comissão Organizadora: Armando Santos; Feira de Gastronomia: Carlos Parreira

2004 – Presidente da Comissão Organizadora: José Carlos Ortiz; Feira de Gastronomia: Carlos Parreira

2005 – Presidente da Comissão Organizadora: Diana Valadão; Feira de Gastronomia: Carlos Parreira

2006 – Presidente da Comissão Organizadora: Paulo Rocha; Feira de Gastronomia: José Almerindo Costa

2007 – Presidente da Comissão Organizadora: Francisco Simões; Feira de Gastronomia: José Almerindo Costa; Tauromaquia: Grupo de Forcados Amadores do Ramo Grande (GFARM)

2008 – Presidente da Comissão Organizadora: José Elvino; Feira de Gastronomia: Carlos Armando Costa

2009 – Presidente da Comissão Organizadora: Berto Messias; Feira de Gastronomia: Carlos Armando Costa

2010 – Presidente da Comissão Organizadora: Verónica Bettencourt; Feira de Gastronomia: Lourival Cunha

2011 – Presidente da Comissão Organizadora: Valter Peres; Feira de Gastronomia: Lourival Cunha

2012 – Presidente da Comissão Organizadora: Andreia Meneses; Feira de Gastronomia: Federação de Ensino Profissional da Praia da Vitória (FE

2013 – Organização: Cooperativa Praia Cultural (CPC); Coordenadora Geral: Amélia Silva; Animação Musical: Bruno Nogueira; Feira de Gastronomia: FEPPV; Tauromaquia: GFARG

2014 – Organização: CPC; Coordenadora Geral: Raquel Borges; Animação Musical: João Pinheiro; Feira de Gastronomia: FEPPV; Tauromaquia: GFARG

2015 – Organização: CPC; Coordenadora Geral: Nivalda Bettencourt; Animação Musical: Filipe Sousa; Feira de Gastronomia: FEPPV; Tauromaquia: GFRG

2016 – Organização: CPC; Coordenador Geral: José Avelino Borges; Animação Musical: Luís Gil Bettencourt; Feira de Gastronomia: FEPPV; Tauromaquia: GFARG

2017 – Organização: CPC; Diretora Artística: Ana Eduarda Rosa; Animação Musical: Luís Leal; Feira de Gastronomia: FEPPV; Tauromaquia: GFARG

2018 – Organização: CPC; Diretora Artística: Sara Barcelos; Dream Zone: Privados; Feira de Gastronomia: FEPPV; Tauromaquia: Privados (GFARG/TTP)

2019 – Organização: CPC; Diretora Artística: Madalena Pereira; Dream Zone: Privados; Feira de Gastronomia: FEPPV; Tauromaquia: Privados (GFARG/TTP)

JP