Jornal da Praia

PUB

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DOS AÇORES 2019 EM VOTAÇÃO ATÉ 30 DE SETEMBRO

Quarta, 10 de Julho de 2019 em Atualidade 46 visualizações Partilhar

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DOS AÇORES 2019 EM VOTAÇÃO ATÉ 30 DE SETEMBRO

A fase de votação das 276 propostas do Orçamento Participativo dos Açores (OP Açores) de 2019 começou ontem e decorre até 30 de setembro, sendo os cidadãos convidados a participar, escolhendo as propostas que querem ver executadas pelo Governo Regional, não só na sua ilha, mas também nas restantes ilhas do arquipélago, uma vez que este ano há uma nova categoria de ideias, de âmbito regional.

Entre as 276 propostas em votação, 62 são de âmbito regional e 214 destinam-se a cada uma das nove ilhas da Região, sendo 69 em S. Miguel, 33 na Terceira, 25 no Pico, 19 no Faial, 17 em S. Jorge, 16 na Graciosa, 15 nas Flores, 12 em Santa Maria e oito no Corvo.

Em causa estão 131 propostas na área da Juventude, 47 para a Cultura, 38 para o Ambiente, 37 para a Inclusão Social e 23 para o Turismo.

Hoje foi lançada também uma campanha publicitária de incentivo à votação, com presença no canal Youtube do Governo Regional, na página do Facebook do OP Açores e em meios de comunicação social regionais.

Pela primeira vez, os cidadãos promotores das propostas a votação terão à sua disposição um ‘kit’ composto por modelos tipo de ‘posts’ para as redes sociais, cartazes e outros materiais promocionais, para apoio à campanha de divulgação das suas propostas e angariação de votos.

Este ano, os cidadãos podem votar duas vezes, sendo um voto numa proposta de âmbito regional e um voto numa proposta de âmbito ilha.

Os cidadãos podem votar online, no endereço https://op.azores.gov.pt, ou por SMS gratuito, enviando uma mensagem para o número 3838 com a indicação “OPAZORES (espaço) Número da proposta (espaço) Número de Identificação Civil”.

Em qualquer uma das formas de votação será necessário indicar todos os números e letras do Cartão de Cidadão ou todos os números do Bilhete de Identidade.

Pelo segundo ano consecutivo, o Governo Regional dos Açores concretiza este compromisso assumido perante os Açorianos, que é um efetivo instrumento de democracia participativa e de cidadania ativa, facultando aos cidadãos o poder de decisão direta sobre a utilização de verbas públicas na Região, envolvendo as pessoas no processo político.

GaCS/VPECE/JP