Jornal da Praia

PUB

FPA PREOCUPADA COM QUEBRA NAS DESCARGAS DE ATUM

Quarta, 19 de Junho de 2019 em Atualidade 351 visualizações Partilhar

FPA PREOCUPADA COM QUEBRA NAS DESCARGAS DE ATUM

Em nota de imprensa enviada hoje às redações, a Federação das Pescas dos Açores (FPA) manifesta “apreensão em relação à forte queda de descargas de atum, nas lotas da região, que se têm verificado este ano, em comparação com o ano passado, em particular no atum-patudo e atum-voador”.

Segundo sublinha a nota, “esta situação revela-se preocupante e de extrema importância, principalmente, nas ilhas do arquipélago onde o atum é a principal fonte de rendimento das embarcações”.

Adianta a FPA que no ano passado, entre 1 janeiro e 15 junho, foram descarregadas cerca de 821 toneladas (t) de atum-patudo enquanto no mesmo período deste ano, apenas foram capturadas cerca de 9,5 t. No que toca ao atum-voador, o ano passado, no período homólogo, foram descarregadas cerca de 467 t enquanto este ano apenas 16 t.

Em termos monetários e no que diz respeito ao período referenciado, no ano passado, a venda de atum-patudo gerou cerca de 1,9 milhões de euros, enquanto este ano, o valor cifra-se em apenas cerca de 39 mil euros. Já no atum-voador, no ano passado, registou-se um volume de vendas de quase 1,2 milhões de euros, tendo-se registado este ano apenas 41 mil euros.

Para a FPA “estes valores representam uma queda de 97% nas receitas provenientes da captura destas espécies”. Sublinha a FPA que estas quebras surgem numa altura em que “os custos de congelação e conservação de pescado nas lotas da região aumentaram”.

A FPA mostra-se insatisfeita com as novas medidas adotadas pelo novo regulamento de lotas, uma vez que o aumento destes custos vai provocar, diretamente, a redução no preço a pagar à produção, nomeadamente do bonito, o que representará quebras de rendimentos para os armadores e pescadores da região.

Foto: Pesquisa Google

FPA/JP