Jornal da Praia

PUB

SC PRAIENSE: CHUVA DE DESILUSÃO

Domingo, 16 de Junho de 2019 em Cultura e Desporto 532 visualizações Partilhar

SC PRAIENSE: CHUVA DE DESILUSÃO

O SC Praiense falhou, este domingo, a subida à 2ª liga, numa incaracterística tarde de junho com mau tempo e muita chuva a cair no relvado do Estádio Municipal da Praia da Vitória.

A equipa da Praia da Vitória venceu por 2-1 o Casa Pia AC, mas não foi suficiente para virar a eliminatória, tendo sido decisivo o golo marcado fora pela equipa adversária, para o resultado agregado das duas mãos.

Os comandados por Francisco Agatão marcaram logo no primeiro minuto por intermédio de Luciano Serpa, após cruzamento de Itto Cruz e estiveram durante toda a primeira parte por cima do jogo, não fora o golo invalidado a Fonseca ao cair do pano e o Praiense sairia para o descanso com supremacia na eliminatória. No entanto, logo no início da 2ª parte (54 minutos), a equipa do Casa Pia beneficiou de uma grande penalidade para igualar o marcador e que veio a concretizar.

Minutos depois (62) foi a vez do Praiense beneficiar de uma grande penalidade, mas o capitão da equipa terceirense, João Peixoto, não conseguiu marcar, rematando a bola por cima do travessão da baliza da equipa lisboeta.

A aproximar-se o fim (66), novo penalti a favor dos homens da casa. Desta vez, Luciano Serpa não falharia, bisando na partida.

Já no período de compensação, o Praiense teve a derradeira oportunidade para fazer o 3-1, mas Itto Cruz, num livre indireto na zona frontal, acabou por atirar por cima da baliza à guarda de Rafael Marques.

Sendo certo que as fortes chuvas que assolaram esta tarde a Praia da Vitória, transformando várias áreas do recinto de jogo num lago, prejudicaram ambas as equipas, maiores razões de queixa para o Praiense que explanando um futebol ofensivo viu-se tremendamente sacrificado por um terreno escorregadio que convidava a jogar com a bola pelo ar. Registe-se ainda que a partir do golo do adversário, o SC Praiense ganhou fôlego, mas perdeu discernimento o que o terá prejudicado na estratégia ofensiva.

Muitas dúvidas no golo anulado a Fonseca, numa arbitragem, que não deixando saudades, repartiu erros para ambos os lados.

JP