Jornal da Praia

PUB

O Dr. Agnelo Ornelas do Rego

Sexta, 16 de Maio de 2008 em Editorial 1038 visualizações Partilhar

A Praia da Vitória, não pode esquecer os seus filhos ilustres, por isso terá de perpetuar as suas memórias para que as gerações vindouras possam ter em conta os seus conselhos e ensinamentos, mantendo-os bem vivos e actuantes, desempenhando um papel de grande e decisivo relevo na história deste concelho.

Por isso, procedeu e muito bem a Câmara Municipal da Praia da Vitória no passado dia 10 de Maio na justa homenagem ao ilustre praiense, Dr. Agnelo Ornelas do Rego, descerrando uma placa comemorativa do centenário do seu nascimento, na casa onde nasceu e viveu, sita na Rua de Jesus, na cidade da Praia da Vitória.

O Dr. Agnelo Ornelas do Rego, nasceu na então Vila da Praia da Vitória em 10 de Maio de 1908. Após a instrução primária, começou os estudos liceais em Angra do Heroísmo no ano lectivo de 1918-1919, e terminados se matriculou na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, tendo um ano mais tarde transferido para a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, obtendo em 1930 a Licenciatura em Direito. Principiou a sua carreira profissional como Conservador no Registo Predial da Ilha das Flores. Transferido para a Praia da Vitória em 1934 e para Angra do Heroísmo em 1937.

Pelo facto de ser Conservador, presidiu à Comissão de Assistência Judiciária e, inúmeras vezes foi Juiz Substituto de Direito, e interveio como Juiz Adjunto no Tribunal Colectivo. Foi Deputado à Assembleia Nacional, com intervenções relevantes em prol do ex-Distrito de Angra do Heroísmo, e exerceu o cargo de Presidente da Junta Geral do ex-Dristrito Autónomo de Angra do Heroísmo. Presidiu ao Concelho Particular das Conferência de S. Vicente de Paulo da Ilha Terceira e à Junta Diocesana de Acção Católica da Diocese de Angra do Heroísmo.

O Dr. Agnelo, como era comummente conhecido fez todo o possível para cumprir as suas diversas funções com equilíbrio, com respeito, aliás divisa com que pautou toda a sua vida.

Pessoa inteligente e orador brilhante, soube predominar os sentimentos pessoais e as paixões da sua política, para se pôr por inteiro ao serviço da pátria e da sua terra.

Pessoa extremamente religiosa e educada que prezava o culto da amizade e fazia dessa sua faceta uma grande virtude.

Tive o privilégio de o Dr. Agnelo ser meu catequista na Matriz de Santa Cruz da Praia da Vitória em 1969, cujo os ensinamentos e conselhos positivamente influenciaram o meu comportamento ao longo da minha vida.

Na qualidade de Director do Jornal da Praia é como muita honra e orgulho que nos solidarizamos na justa homenagem a esse grande intelectual, a esse homem bom, a esse praiense de boa raiz.

 

Sebastião Lima