Jornal da Praia

PUB

PAUIS DA PRAIA SÃO “GARANTIA DE EQUILÍBRIO E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL”, AFIRMA TIBÉRIO DINIS

Sábado, 02 de Fevereiro de 2019 em No Concelho 112 visualizações Partilhar

PAUIS DA PRAIA SÃO “GARANTIA DE EQUILÍBRIO E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL”, AFIRMA TIBÉRIO DINIS

Os pauis da Praia da Vitória são “garantia de um equilíbrio e de uma sustentabilidade ambientais” reconhecida nacional e internacionalmente e que a Autarquia vai continuar a apoiar e promover, lançando uma campanha de divulgação junto da população da ilha.

Tibério Dinis, Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, lamenta que, “entre nós, ainda hoje, haja pessoas que tente menosprezar este projeto e a sua importância ambiental, social e económica”, mas assumiu-se como “um autarca feliz” pela distinção que o projeto LIFE CWR (de recuperação dos pauis da Praia) deu ao Concelho.

Discursando na sessão de abertura do Seminário organizado pelo Município a propósito das comemorações do Dia Mundial das Zonas Húmidas, que decorreu na tarde de ontem, na Academia de Juventude e das Artes da Ilha Terceira, Tibério Dinis assegurou a continuidade do projeto – agora só com fundos próprios da Autarquia, considerando que os fundos comunitários destinados a este trabalho já cessaram – e salientou que “a Praia da Vitória quer potenciar este equilíbrio e esta sustentabilidade ambiental”.

“Sou um autarca feliz, porque este projeto deu ao Concelho o galardão de ‘Município do Ano 2018’, algo que é extraordinário, tratando-se de um projeto ambiental que, provavelmente, muitos cidadãos da Praia da Vitória e da ilha Terceira ainda não conhecerão, mas que a Câmara Municipal da Praia da Vitória vai esforçar-se para que passem a conhecer, pois são muitas as referências nacionais e internacionais a este projeto. Há uma enorme credibilidade internacional deste projeto”, afirmou.

Depois de saudar todos os presentes, entre representantes do Governo, professores universitários, técnicos da área, envolvidos no projeto, alunos e professores de escolas do Concelho, o edil destacou também “a responsabilidade ambiental de um dos maiores grupos empresariais dos Açores” – o Grupo Bensaúde – parceiro no projeto LIFE CWR, uma vez que gere o parque de combustíveis da ilha Terceira que faz fronteira com o Paul da Pedreira na freguesia do Cabo da Praia: “é extraordinário e é raro vermos uma empresa com esta consciente e sensibilidade ambiental. Era importante que existam mais empresas a apoiar projetos com esta sensibilidade, sejam eles ambientais, sociais, desportivos, formativos e/ou educativos”.

Por outro lado, prosseguiu, “a Câmara Municipal da Praia da Vitória, que já era reconhecida internacionalmente, através da Convenção RAMSAR, pelo seu projeto de recuperação dos pauis, foi distinguida a nível nacional com o galardão de ‘Município do Ano’, em 2018, coincidindo esta distinção, estranhamente, com um conjunto de reportagens que a Estação de televisão TVI desenvolveu e nas quais o Paul da Praia aparecia quase como uma cicatriz e uma chaga para o Concelho”.

“Infelizmente, entre nós, ainda há muita gente que tenta menosprezar este projeto e a sua importância ambiental, social e económica, atacando a qualidade e a sustentabilidade ambiental destas zonas. Estamos seguros do nosso trabalho. É um trabalho da nossa terra e dos milhares de aves migratórias que, por alguma razão, escolhem os nossos pauis para nidificar. A Praia da Vitória quer potenciar este equilíbrio e esta sustentabilidade ambiental agora reconhecida a nível nacional e já há muito reconhecida internacionalmente no âmbito da Convenção RAMSAR”, afirmou.

PROJETO

Recorde-se que o Município praiense foi pioneiro a nível regional como entidade beneficiadora dos projetos financiados ao abrigo do Programa LIFE + da União Europeia, através do desenvolvimento do projeto “Restauro Ecológico e Conservação da Infraestrutura Verde Húmida Costeira da Praia da Vitória – LIFE CWR”. Com este projeto foi feita a restauração e aumento da sustentabilidade dos pauis da Praia da Vitória, nomeadamente o Paul da Praia da Vitória (por detrás do antigo campo de jogos municipal), a recuperação da zona húmida do Belo Jardim e o Paul da Pedreira, na freguesia do Cabo da Praia.

Para além destes trabalhos ecológicos, o projeto LIFE CWR levou à edificação de um Centro de Interpretação Ambiental (que tem funcionado como um promotor da educação ambiental no Concelho e na Ilha), possibilitando um aumento do conhecimento popular sobre zonas húmidas costeiras e potenciando a Praia da Vitória como nicho do turismo ornitológico.  

Pode-se saber mais sobre as zonas húmidas da Praia da Vitória no site do Projeto LIFE CWR (www.lifecwr.com) que aposta na interatividade.

GP-MPV/JP