Jornal da Praia

PUB

INAUGURAÇÃO DO MIRADOURO DA BOAVISTA

Segunda, 18 de Junho de 2018 em No Concelho 86 visualizações Partilhar

INAUGURAÇÃO DO MIRADOURO DA BOAVISTA

O presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória (CMPV), Tibério Dinis, defende que a utilização do Miradouro da Boavista permite o reforço da atividade turística na Praia da Vitória, complementando a sua missão inicial na defesa nacional e na boa navegação no porto da Praia da Vitória. A ideia foi veiculada, na manhã do dia 18 de junho, durante a cerimónia de inauguração do espaço, que contou com a presença do Ministro da Defesa Nacional, José Azeredo Lopes, do Presidente da Junta de Freguesia de Santa Cruz, António Borges e do Capitão do Porto da Praia da Vitória, João Cabeças.

O autarca praiense salientou o espírito de cooperação partilhado entre a Junta de Freguesia de Santa Cruz, o Município da Praia da Vitória e o Ministério da Defesa Nacional para a realização da obra.

"O Miradouro da Boavista representa o espírito de cooperação entre o Ministério da Defesa Nacional (MDN), a CMPV e a Junta de Freguesia de Santa Cruz. Este espaço representa um sonho antigo da Praia da Vitória, que se tornou realidade através da cooperação entre todas as entidades. A partir de hoje, o Miradouro da Boavista ganha uma nova subfunção, intimamente ligada ao lazer, ao turismo e à contemplação do maior espelho de água dos Açores," disse o edil praiense.

O Presidente da Autarquia Praiense lançou também o desafio a José Azeredo Lopes, para que se chegasse a um entendimento quanto à situação dos terrenos afetos ao Porto militar na Praia da Vitória.

"A Praia da Vitória possui no seu território várias infraestruturas de índole militar, que hoje estão desafetas à sua função ou até mesmo abandonadas, e uma destas é Porto Militar da Praia da Vitória. Pretendemos requalificar toda a Zona Norte da sua Baía, atribuindo-lhe uma função em prol do desenvolvimento local", realçou o autarca.

"Acreditamos que juntos chegaremos a um entendimento, sempre tendo como principal desígnio o interesse nacional e o interesse dos praienses e da Praia da Vitória," referiu.

O Presidente do Município da Praia da Vitória, aproveitou o momento para fazer o ponto de situação sobre os assuntos estruturantes que ambas as entidades têm vindo a trabalhar em conjunto.

"Após o compromisso do Estado Português para com a Rede de Abastecimento de Água a Santa Rita, a Câmara Municipal, através da Empresa Municipal Praia Ambiente, está a avançar com o projeto, no valor total de dois milhões de euros, cofinanciado a 85% pelo Plano Operacional 2020 e no qual o Governo da República assume a parte não cofinanciada. Este projeto está em fase final de adjudicação, estando o seu início previsto para o terceiro trimestre," mencionou

"Na sequência da última reunião Bilateral entre os Estados Unidos e Portugal, entendemos que foram apresentados dados que espelham uma ação mais célere e efetiva do que a concretizada até então. Recebemos a informação que, além da intervenção em dois locais, outros oito locais estão ou serão alvo de uma ação de descontaminação," acrescentou.

"Recordo que o nosso objetivo final é a descontaminação total, a recuperação completa da pegada ambiental, mas na última Bilateral, deu-se um passo decisivo. Iremos também trabalhar na questão do âmbito do ordenamento do território e que recentemente estão a causar sofrimento e desolação a várias famílias na zona de Santa Rita, no denominado Bairro dos Americanos," reforçou.

Tibério Dinis deixou o seu agradecimento ao Ministro da Defesa Nacional, pela sua atenção para com as problemáticas da Praia da Vitória e a proximidade com que tem trabalhado com este executivo municipal.

José Azeredo Lopes, Ministro da Defesa Nacional, salientou a sua intenção em dar continuidade a esta parceria com a CMPV, revelando detalhes sobre futuros projetos que beneficiam a Ilha Terceira, em especial a Praia da Vitória.

"Reforço a ideia de que não existem bens públicos centrais, mas sim bens públicos que têm como finalidade o reforço da qualidade de vida dos cidadãos, como é o caso do Miradouro da Boavista. Este espaço vai beneficiar todos aqueles que se encontrem neste local, e queiram disfrutar desta beleza natural," frisou.

"Há neste momento, entre o Governo da República e a Ilha Terceira muitas relações e projetos a desenvolver. Continuaremos a visitar de forma mais frequente, aquele que será o Centro de Defesa do Atlântico, de forma a podermos amplificar a nossa ação," apontou.

"Venho também pré-anunciar e ouvir em primeira mão, a apresentação sobre o projeto de certificação civil da Base Aérea das Lajes. Assumimos que em dois anos iríamos cumprir este empreendimento, e assim o fizemos, de modo a que o desenvolvimento e integração do poder local e regional no panorama nacional se pudesse realizar", afirmou.

António Borges, presidente da Junta de Freguesia de Santa Cruz, considera a o Miradouro da Boavista, um forte contributo para a qualidade de vida da população, deixando o seu apelo para futuras iniciativas.

"Este miradouro encerra em si uma componente estratégica de como se faz política em prol da nossa comunidade. A Junta de Freguesia de Santa Cruz procura primar pela cooperação, orientação e resolução dos problemas da nossa freguesia" referiu.

GP-MPV/JP