Jornal da Praia

PUB

OBRA “FESTA REDONDA” DE VITORINO NEMÉSIO EDITADA EM VERSÃO FAC-SIMILADA

Terça, 31 de Outubro de 2017 em Cultura e Desporto 110 visualizações Partilhar

OBRA “FESTA REDONDA” DE VITORINO NEMÉSIO EDITADA EM VERSÃO FAC-SIMILADA

A Câmara Municipal da Praia da Vitória e o Instituto Açoriano de Cultura apresentam, no âmbito do Outono Vivo, hoje, 31 de outubro, terça-feira, pelas 20h30, no bar da Academia de Juventude e das Artes da Ilha Terceira a edição fac-similada da obra de Vitorino Nemésio Festa Redonda/ Décimas e cantigas de terreiro/ oferecidas ao Povo da Ilha Terceira/ por Vitorino Nemésio/ natural da dita Ilha, cuja apresentação estará a cargo de Cláudia Cardoso.

A obra agora disponível em fac-símile é uma edição conjunta do Instituto Açoriano da Cultura (IAC) e da Câmara Municipal da Praia da Vitória. Para além do seu texto original, esta obra conta com um prefácio da autoria de António Machado Pires.

Para Carlos Bessa, presidente da direção do IAC, “a intenção desta publicação deve-se ao facto de pensarmos que a Festa Redonda é uma obra extremamente original, pelo modo como o poeta aliou a literatura de transmissão oral, às características da poesia moderna, criando uma obra única no âmbito da literatura portuguesa. Uma obra que para nós era merecedora de uma edição autónoma, para que os mais e menos novos, pudessem conhecer e encantar-se com a sua versão original, publicada pela Bertrand em 1950, de modo a poderem deleitar-se com os ritmos e o encantamento com que Nemésio quis homenagear as gentes da sua ilha natal”, argumentou.

Cláudia Cardoso, a apresentadora, é licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Português/Inglês, pela Universidade dos Açores, possui o mestrado em Estudos Literários, Culturais e Interartes, pela Universidade do Porto, com a tese intitulada: “Se bem me lembro: Introdução à crónica televisiva de Vitorino Nemésio”. Foi professora, deputada, Secretária Regional da Educação e Formação no X Governo Regional dos Açores e vice-presidente do PS/Açores entre 2010 e 2012. Participou em diversas conferências, colóquios, e apresentação de livros como oradora convidada. É colaboradora habitual da imprensa regional. Em Janeiro de 2010 lançou o seu primeiro livro Por um fio de escrita: 10 anos de crónicas. Em 2016 assumiu o cargo de Diretora da Biblioteca Pública Luís da Silva Ribeiro.

IAC/JP