Jornal da Praia

PUB

PSD FORMALIZA NO TRIBUNAL DA PRAIA PROJETO DE MUDANÇA

Terça, 08 de Agosto de 2017 em No Concelho 88 visualizações Partilhar

PSD FORMALIZA NO TRIBUNAL DA PRAIA PROJETO DE MUDANÇA

A candidata do PSD à Câmara Municipal da Praia da Vitória, Cláudia Martins, que tem como mote de campanha "Devolver a Vitória à Praia", afirmou ontem que tem "um projeto de mudança para o concelho e para a cidade", estando ciente de que "continuar no rumo atual é fazer com que o concelho, e a cidade em especial, continuem a definhar. É preciso outro rumo e são precisas outras ideias para a Praia da Vitória", disse aos jornalistas, após a entrega das listas do PSD no Tribunal,

"Somos uma alternativa, e apresentamos um projeto que pretende devolver a Vitória à Praia, pelo que juntei 14 pessoas que formam uma equipa pluridisciplinar, com provas dadas em todas as áreas importantes para o concelho", adiantou.

A lista entregue ontem, 07 de agosto, é encabeçada por Cláudia Martins à Câmara Municipal da Praia da Vitória, seguindo-se os nomes de Rui Espínola, Tiago Borges, Marília Coelho e Diana Silva nas posições elegíveis. São igualmente candidatos Luís Ruivo, Amélia Borges, Rui Martins, Filomena Canedo, Jorge Ávila, Délia Serpa, Carlos Meneses, Kathleen Aguiar e José Fernando Gomes.

"Trata-se de uma equipa que não termina aqui, porque chega às assembleias de freguesias, à Câmara e à Assembleia Municipal, com cerca de 250 pessoas envolvidas, e que pretendem, efetivamente, traçar um novo rumo para a Praia da Vitória", explicou a candidata.

Para Cláudia Martins, a questão que se levanta é a de saber "se os praienses estão ou não satisfeitos com o que se passa no nosso concelho. Nós não estamos, e pensamos que há muitas pessoas que se identificam com esta ânsia de mudança, pelo que estamos aqui a responder a esse apelo dos praienses, apresentando um projeto para essa mudança", afirmou.

A mandatária da candidatura, Teresa Quadros, antiga vereadora do município praiense, sublinhou que o seu apoio se deveu "ao espírito de mudança e de renovação", patentes num projeto "liderado por uma jovem dinâmica, que se soube rodear de uma equipa igualmente jovem e dinâmica", cujos elementos "estão muito empenhados em mudar o rosto do concelho da Praia da Vitória", explicou.

Clélio Meneses encabeça a lista à Assembleia Municipal da Praia da Vitória, um desafio que aceitou “por respeito a um conjunto de pessoas que suscitaram a minha participação neste processo eleitoral autárquico”, e entendendo que “o contributo cívico que se pode dar à terra onde vivemos deve ser assumido de uma forma frontal”, esclareceu.

O advogado e ex-deputado à Assembleia Legislativa Regional, onde foi presidente do grupo parlamentar social democrata, frisou que, “quando o que mais se ouve e o que mais se sente das populações, sobretudo no concelho da Praia da Vitória, é o medo de participar e o comodismo de ficar fechado nos interesses pessoais, nos receios e nas tutelas que dominam o concelho, temos de tomar atitudes”.

Assim, “é essencial haver um impulso de cidadania que faça com que as pessoas participem e demonstrem que nem todos pensam da mesma forma nem estão subjugados a um poder que se assume de uma maneira asfixiante sobre toda a sociedade praiense”, considera Clélio Meneses.

O candidato a presidente da Assembleia Municipal, cargo que já desempenhou em dois mandatos de José Fernando Gomes, diz que “em resposta a essa realidade, entendi que era um dever assumir este desafio, dando assim o meu contributo para dignificar um órgão que é essencial ao desenvolvimento do concelho. Quer ao nível da fiscalização da atividade municipal, mas sobretudo na definição dos rumos futuros da Praia da Vitória, sobretudo da sua sustentabilidade”, refere.

A esse nível, Clélio Meneses diz mesmo que “essa sustentabilidade está posta em causa por uma política que é apenas do mediatismo e daquilo que satisfaz os interesses do dia. Mas que não observa o futuro do concelho numa perspetiva geral, objetiva e tendo em conta o bem comum, que é aquilo que deve mobilizar a política”, concluiu.

O candidato laranja à presidência da maior freguesia do concelho praiense e da ilha Terceira – Santa Cruz – é Berto Cabral.

GI-CM/JP