Jornal da Praia

PUB

PAULO RENATO ANDRADE MENDES E A SUA NOTÁVEL AÇÃO EM PROL DO IMIGRANTE NOS AÇORES

Segunda, 24 de Julho de 2017 em Opinião 391 visualizações Partilhar

PAULO RENATO ANDRADE MENDES E A SUA NOTÁVEL AÇÃO EM PROL DO IMIGRANTE NOS AÇORES

Não poderia ficar indiferente, ao constatar que Paulo Mendes vai, dentro de poucos dias terminar o seu ultimo mandato como Presidente da Associação dos Imigrantes nos Açores – AIPA, que hoje é uma instituição indispensável pelos serviços que vem prestando e se credibilizou, como necessária à ajuda e encaminhamento do imigrante que escolheu as nossas ilhas para viver e trabalhar.

E, nas funções de Cônsul Honorário da República de Cabo-Verde, que ocupo há mais de 20 anos, dou público testemunho do permanente empenho do Paulo Mendes ao longo destes 14 anos. Ele soube, como poucos, abraçar a causa das migrações e defesa dos direitos dos migrantes.

A AIPA foi por ele fundada em 2003, e igualmente co-fundador e coordenador da Plataforma das Estruturas Representativas das Comunidades de Imigrantes em Portugal (2008-2012) e por via do seu dinamismo já fora fundador e presidente do Núcleo de Estudantes de Sociologia da Universidade dos Açores (1999-2003) e presidente da Direção da Associação Juvenil Black Panthers (1994-1997). Foi, também, fundador da Transatlantic Network 2020 (TN2020), que é uma rede ativa criado pelo British Council, que reúne jovens profissionais com influência em diversas áreas, como negócios, sociedade civil, artes, ciência e meios de comunicação social, que tem por objetivo revitalizar os laços transatlânticos e globais para o futuro.

Paulo Mendes nasceu e viveu até à conclusão dos estudos secundários em Cabo Verde, ilha de Santiago, cidade da Praia, e escolheu outra região arquipelágica – Os Açores, para na sua universidade se licenciar em Sociologia, pós-graduar em Ciências Sociais e está em vias de concluir o seu doutoramento em Sociologia pelo ISCTE.

Mas, o seu “desassossego” leva-o a uma permanente atividade, diga-se que muito dinâmica e positiva, de que destacamos as suas crónicas semanais, principalmente, nos jornais “Açoriano Oriental” (Açores) e “A Nação” (Cabo Verde), bem assim noutras publicações e bastas participações como orador em diversas iniciativas regionais, nacionais e internacionais sobre a temática das migrações e da interculturalidade.

Em 2007 publicou um livro sobre a comunidade cabo-verdiana intitulado “Ponte Insular Atlântica – A comunidade Cabo-Verdiana nos Açores”, para além de inúmeros artigos publicados em revistas científicas sobre o tema das migrações.

E, mereceu em 2008, ser distinguido pela Fundação Calouste Gulbenkian com o prémio “Imigrante Empreendedor do Ano”.

Permanente atento observador a estas temáticas espreita tudo o que é feito a bem do imigrante e sabe dar valor ao que se vai fazendo por quem.

Daí o reconhecimento que a AIPA fez a muitas entidades e pessoas da Região.

Também, a nível de projetos que mantivemos em parceria, lembro a extensão dos nossos serviços consulares na AIPA, para as ilhas de São Miguel e Santa Maria, como as cedências das instalações de Ponta Delgada e Angra do Heroísmo (AIPA) para operações de recenseamento e consequentemente para atos eleitorais.

A nível profissional, Paulo Mendes, é sócio-gerente da Competir-Açores (Formação e Serviços Ldª) e fundador do unOffice (primeiro espaço de cowork dos Açores).

Ainda no contexto profissional merece destaque o papel relevante que desempenhou na Cresaçor (2003-2008) enquanto Gestor de Projetos, em particular, na conceção e desenvolvimento de projetos de intervenção social.

Paulo Mendes, tem uma paixão por criar e desenvolver projetos e faz por estar no grupo dos que “fazem acontecer”. Tem dividido o seu percurso entre o empreendedorismo e o ativismo social.

Pelo que, temos a certeza e apostamos que continuará a desenvolver projetos de monta nas temáticas que domina com paixão.

Agradeço muito honrado, mais uma vez me terem feito sócio honorário da AIPA em 12 de junho de 2003, o de terem promovido uma homenagem pública em que participaram Câmaras, Direções Regionais, várias Instituições e a comunidade cabo-verdiana, na comemoração dos 20 anos de cônsul a 12 de novembro de 2016 e agora atribuírem este certificado de reconhecimento e gratidão.

A quantidade de pessoas e representantes de inúmeras Instituições aqui presente no Teatro Micaelense, como o presidente do município de Ponta Delgada, diretores regionais, com destaque para o D.R. das Comunidades, Carlos César (representado), o antigo Reitor da Universidade dos Açores Vasco Garcia, Presidente do Novo Banco dos Açores CA Gualter Furtado, Cônsul de Cabo-Verde nos Açores, Misericórdias, ISSA, Diretora da RTP-A, e tantas mais entidades e muitos amigos, demonstra bem o prestígio que Paulo Mendes goza na Região Autónoma dos Açores e não só.

É de registar que, por incumbência, li no início desta intervenção, enviada pela nossa Cônsul Geral da República de Cabo-Verde em Portugal, Drª Edna Monteiro Marta, uma mensagem, evidenciando, algumas palavras de gratidão, reconhecimento e despedida ao Dr. Paulo Mendes nesta, como se diz em crioulo, “Hora di Bai”.

O nosso muito obrigado por tudo Paulo, com os votos das maiores felicidades.

Jácome de Bruges Bettencourt

NE: Texto publicado na edição impressa n.º 501 de 7 de julho de 2017