Jornal da Praia

PUB

Segunda, 06 de Agosto de 2007 em Atualidade 764 visualizações Partilhar

Jornal da Praia –Quais as razões que pesaram na sua aceitação para presidente da Comissão?
Fui convidado para o efeito. Pensei, chegou a minha vez e que teria de fazer o melhor possível pelas festas da minha terra. Na altura, não pensei naquilo em que me estava a meter. Já pertencia a várias comissões de festas...

 

Jornal da Praia –Como é que decorreram as várias digressões pela nossa diáspora? Os nossos emigrantes ainda são receptivos às festas nos Açores?
Decorreram muito bem. Receberam-nos de braços abertos... só quem vai nestas digressões e que percebe o quanto é importante estar, divulgar as nossas festas, junto dos nossos emigrantes. É levar algo de cá... e toda a grande receptividade demonstrada pelos nossos emigrantes, é impossível acabar!
Também, defendo, e gostaria de o ter feito, de ir também ao continente divulgar as festas, de ir às Casas dos Açores, espalhadas pelo território português.
Jornal da Praia –Qual é o tema das festas para este ano? Como tem decorrido os preparativos?
O tema das festas para este ano é “La Belle Epóque”
É um tema muito rico, refere-se a uma altura em que se viveu muito bem na Europa, recheado de inovações técnicas, época dos cabarés... Em termos históricos abrange o período entre os finais da Revolução Industrial e a Primeira Guerra Mundial.
Quanto ao tema em si, surge numa reuniam de amigos. Pensamos, de entre outros temas, que este se enquadrava muito bem no cortejo de abertura que nós pretendíamos, devido aos motivos próprios daquela época: cor, luz, música, inovação O conceito foi projectado por dois nomes bem conhecidos, pelo António Pimentel e pelo Juvenal Castro, que deram forma ao que nós pretendíamos, resultando muito bem.
O Cortejo de Abertura é composto por 5 carros que transporta uma rapariga de cada freguesia do concelho. Em percurso a pé desfilarão logo à noite, cerca de 60 figurantes.
Jornal da Praia –Quais as novidades para este ano? Se for possível pode destacar alguns ponto altos do programa, quais?
A pulseira Music Resort é a novidade para este ano. Trata-se de um conceito inovador para os Açores, mas já usado noutros locais do mundo, especialmente em hotéis. Trata-se de uma pulseira que dá acesso aos espectáculos, à DreamZone, às várias lojas do comércio tradicional aderentes, com descontos que poderão ir até 50% É também uma forma encontrada para angariar receitas para as próprias festas. Por um preço simbólico de 2,50 euros /dia, quem a compra, tem acesso a tudo, o que é muito bom.
Apostamos num programa diversificado, de muita qualidade e dirigido a todas as faixas etárias.
Temos o cortejo de abertura, temos o cortejo infantil, este ano com o tema Histórias de Walt Disney. Outro ponto alto será o regresso do cortejo etnográfico, que se realiza Sábado, dia 11. Isto a nível de cortejos.
Temos, também, os desfiles de filarmónicas, de grupos folclóricos, de danças de carnaval e de marchas populares, que actuarão no Palco Francisco Ornelas da Câmara.
Destaco, também, os vários espectáculos que se realizarão ao longo das festas. Nomes como André Sardet, Blind Zero, 4 Teste, Vanessa da Mata, Tony Carreira, entre outros, actuarão no Palco Recinto Espectáculos.
Destaco, o Festival de Blues, a Tourada de Praça, no dia 7, na qual apresentar-se-ão o Grupo de Forcados do Ramo Grande, e o Festival Taurino, com intervenientes vindos de França, Espanha e do nosso país, que se realiza amanhã, dia 4 de Agosto.
Jornal da Praia – Como empresário, qual é a análise que faz sobre uma maior participação, em termos orçamentais, do tecido empresarial, para a realização deste tipo de festas e, mais precisamente, em relação às Festas da Praia?
O conceito Music Resort foi pensado nestes termos. Está a vender bem. É uma grande aposta nossa.
Os empresários, dentro das suas possibilidades, corresponderam muito bem ao projecto das festas.
Jornal da Praia - Em forma de convite, o que é que a Comissão tem a dizer à população e a todos os que queiram vir às Festas da Praia?
A Praia está de braços e de coração abertos para receber todos os forasteiros, todos os terceirenses, todos os que nos visitam por esta altura e que queiram vir às festas da Praia da Vitória