Jornal da Praia

PUB

NA RECEÇÃO AO EMIGRANTE, ROBERTO MONTEIRO DESTACA "O AMOR À TERRA QUE OS VIU NASCER", COMO FATOR ESSENCIAL, NA PROPAGAÇÃO DA CULTURA E IDENTIDADES AÇORIANAS.

Terça, 09 de Agosto de 2016 em No Concelho 542 visualizações Partilhar

NA RECEÇÃO AO EMIGRANTE, ROBERTO MONTEIRO DESTACA "O AMOR À TERRA QUE OS VIU NASCER", COMO FATOR ESSENCIAL, NA PROPAGAÇÃO DA CULTURA E IDENTIDADES AÇORIANAS.

O amor pela cultura e identidade açorianas constitui um dos principais motivos à divulgação do que de melhor se faz na nossa terra pelas comunidades da diáspora. A ideia foi veiculada pelo presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Roberto Monteiro, na Receção ao Emigrante, que decorreu na noite de sábado, 06, no âmbito das Festas da Praia 2016.

“É louvável o empenho e dedicação dos nossos emigrantes na propagação da língua portuguesa além-fronteiras. As comunidades da diáspora desenvolvem um trabalho de excelência na manutenção das tradições açorianas ao transmitirem às novas gerações esta riqueza cultural. A paixão pelas origens é um sentimento único e transcendente que muito nos honra enquanto praienses”, referiu o edil praiense.

“Chegar a estas comunidades e observar o esforço realizado pelas pessoas na criação de Clubes, Filarmónicas, e Casas do Espírito Santo, de entre outras entidades que, sem apoios externos, suportam os custos necessários à manutenção da nossa cultura, é algo inexplicável, sendo apenas possível pelo amor à terra que os viu nascer”, explicou.

“A relação com os nossos emigrantes é algo que me marcará para sempre pela forma como nos acarinham e se dedicam a ensinar a música aos jovens, no sentido de dar continuidade à cultura assente nas tradições ligadas às danças e bailinhos de carnaval, filarmónicas e festas do espírito santo”, disse.

“A Praia da Vitória agradece a sua presença e, acima de tudo, demonstra o seu apoio a todos os emigrantes que valorizam as suas origens, enaltecendo toda a paixão que os mesmos demonstram por este pequeno pedaço de terra, situado no meio do atlântico e extremamente rico culturalmente”, reforçou.

“Nesta altura do ano reúnem-se os elementos da família, reencontram-se os amigos de infância, partilham-se as experiências de vida com uma energia, uma força e uma esperança inigualáveis”, sublinhou.

O autarca referiu ainda a importância dos emigrantes no impacto económico do concelho da Praia da Vitória, nomeadamente no comércio, nos serviços e outras áreas relevantes a nível local.

“Os investimentos realizados pelos nossos emigrantes contribuem significativamente para desenvolvimento económico do Concelho, reforçando o papel da Praia da Vitória no panorama regional”, proferiu.

Na ocasião, o Município agraciou o guitarrista Nuno Bettencourt com a Medalha de Valor Cultural em Prata pelo seu percurso musical e pela sua permanente ligação à Praia da Vitória.

“O Nuno Bettencourt é um exemplo para todos nós. Ele é a prova de que, mesmo nascido neste pequeno cantinho do céu, é possível chegar mais longe, ser reconhecido mundialmente. Em nome de todos os praienses, quero agradecer-lhe o facto de levar o nome desta terra aos quatro cantos do mundo, demonstrando o orgulho e paixão pela Praia da Vitória”, concluiu Roberto Monteiro.

Para o músico Nuno Bettencourt, “é com muito orgulho que recebo esta medalha. Como açoriano que sou, esta será guardada num local muito especial, no meu coração. Quando parti deste local espetacular, que é a Praia da Vitória, nunca imaginei que iria concretizar o meu sonho no mundo da música. Hoje, estou aqui para mostrar que tudo é possível, basta acreditar”.

Fonte: GC-CMPV/JP