Jornal da Praia

PUB

Opinião - Notícias

ELEIÇÕES PARA O PARLAMENTO EUROPEU: E OS AÇORES COMO VÃO VOTAR?

ELEIÇÕES PARA O PARLAMENTO EUROPEU: E OS AÇORES COMO VÃO VOTAR?

Segunda, 24 Junho, 2019112

... os sonhos democráticos dos Açorianos não cabem nas urnas europeias e portuguesas.

NÃO SE EXCITE

NÃO SE EXCITE

Sexta, 21 Junho, 2019122

Não se excite porque mesmo quando estamos altamente impressionados, recompensados, e animados precisamos de assentar arraiais, e ter os pés bem assentes no chão.

QUARENTA E CINCO ANOS DEPOIS...

QUARENTA E CINCO ANOS DEPOIS...

Quarta, 19 Junho, 2019133

“Quarenta e cinco anos de esperanças ultrajadas pelos que mais deveriam alimentá-las - a classe política - e a sofrer da sua infinita incompetência, onde reina o conluio e o narcisismo.”

OXITOCINA, A FOTOSSÍNTESE DO AMOR

OXITOCINA, A FOTOSSÍNTESE DO AMOR

Terça, 18 Junho, 2019159

Hoje gostaria de vos apresentar uma amiga muito antiga que está entre nós, dentro de nós, é multicultural e omnipresente...Trata-se da excelentíssima hormona oxitocina!

EUROPA E O PROGRESSO DOS AÇORES

EUROPA E O PROGRESSO DOS AÇORES

Segunda, 17 Junho, 2019172

E as potencialidades da agricultura…

O INEVITÁVEL… NUMA DE RETROSPECTIVA (II)

O INEVITÁVEL… NUMA DE RETROSPECTIVA (II)

Sábado, 15 Junho, 2019112

Caros amigos leitores, cá estamos para dar continuação às duas publicações, anteriores versando as questões em título.

PICO DO CAPITÃO

PICO DO CAPITÃO

Sexta, 14 Junho, 2019143

Tanto na base como no cimo do Pico Capitão é possível arranjar espaço para relaxar. Não é por acaso que anualmente alguns atletas percorrem os 650 metros da subida, para se sentirem bem com a panorâmica e consigo próprio.

MATEUS ÁLVARES – O FALSO D. SEBASTIÃO

MATEUS ÁLVARES – O FALSO D. SEBASTIÃO

Quinta, 13 Junho, 20191149

Mateus Álvares nasceu na Praia da Vitória e era filho de um pedreiro. Ingressou na vida religiosa, indo posteriormente para o Continente, primeiro em Óbidos e depois no Convento de Santa Cruz, em Sintra. Contudo, Mateus Álvares não se ambientou à vida conventual, fugindo e refugiando-se em uma gruta em S. Julião, cerca de 3kms a sul da Ericeira. Ganhou o epíteto do Ermitão.