Jornal da Praia

PUB

Opinião - Notícias

Eu e as Touradas à Corda

Eu e as Touradas à Corda

Terça, 14 Maio, 20131707

Texto e Fotos/ Lénia Aguiar | lenia.aguiar@live.com.pt

O dia 1 de maio marcou o regresso das típicas touradas à corda. No Dia do Trabalhador também houve a exposição dos tradicionais bonecos de pano, embora menos que em épocas passadas. Os Maios representam sempre cenas do quotidiano terceirense e por vezes entram na tourada, ajudando o capinha a atiçar o touro.

 

“O jardim é um labirinto”

“O jardim é um labirinto”

Quinta, 02 Maio, 20131049

Texto/ Rui Marques

Estamos praticamente no final da primavera. O verão aproxima-se a passos largos, os dias quentes, a praia… blá-blá-blá…. Nesta crónica que agora escrevo para o Jornal da Praia, tiro um texto da gaveta que há muito aguardava publicação e, motivado pelo recente “Nobel” da Arquitetura Paisagista – Prémio Sir Geoffrey Jellicoe, atribuído ao arquiteto paisagista Gonçalo Ribeiro Telles, agora com alguns floreados vê a luz do dia.

 

Radioamador

ESPAÇO RADIOAMADOR_3 (2)

Quinta, 02 Maio, 20131151

 

Tertúlia de Radioamadores da Praia da Vitória

 

Texto e fotos/ Jaime Eloy - CU3AK

 

Como referi no meu 1º artigo foi Marconi que fez a primeira comunicação sem fios“T.S.F.”, ligando a Inglaterra ao Canadá (Terra Nova). Mas como? No início tudo era “faísca”. A comunicação por faísca era meramente uma “faísca controlada”, conseguida ao se aplicar alta voltagem numa bobina, provocando desta forma faíscas entre os separadores.

 

O caso dos swaps e a crise

O caso dos swaps e a crise

Segunda, 29 Abril, 20131303

Texto/ Diogo Melo | João Mendonça Gonçalves

 

Nas últimas semanas o país foi surpreendido pelo caso dos swaps nas empresas públicas que terão lesado (ou poderão vir a lesar) o Estado Português em cerca de três mil milhões de euros.

 

Uma história e um café, por favor!

Uma história e um café, por favor!

Segunda, 29 Abril, 20131045

Texto/ Vanessa Alves Ribeiro

Andei este fim de semana a deambular pelas ruas de Berlim.

Cidade estranha aquela. Sempre projectei na minha cabeça uma Berlim completamente diferente daquela que encontrei. Talvez não a tenha construído à luz de toda uma História que por ali se fez e se viveu num passado relativamente recente, mas sim à sombra do “bombardeamento” que todos os dias nos cai dentro de casa enviado pelos meios de comunicação social no que diz respeito à Alemanha, que parece querer ser detentora de um novo género de hegemonia europeia.

 

(Re)encontros de amigos

(Re)encontros de amigos

Segunda, 29 Abril, 2013813

Texto/ Adriano Batista

Passamos por este mundo fazendo muita coisa, conhecendo muita gente, gostando disto e daquilo, e tendo sobretudo muitos (re)encontros com aqueles que nos são próximos.

 

TAUROMAQUIA -Façanhas Taurinas Perpétuas

TAUROMAQUIA -Façanhas Taurinas Perpétuas

Segunda, 29 Abril, 20131384

 

Texto/ Silveirinha

Foto/ Foto Íris

 

Ano após ano, voltam sempre de novo todos os rituais e divertimentos de que a Ilha Terceira é douta, toda a gente contribui e marca presença, ora nos carnavais, ora nas cantorias, e também no desporto, mas é pelas Festas do Espírito Santo, a primeira festa de rua, com o sol da primavera que os Terceirenses povo de índole nobre e viril apegado com dignidade ao trabalho, mas logo divertindo-se em festas taurinas.

O Corvo visto por mim

O Corvo visto por mim

Segunda, 29 Abril, 2013885

Texto e Foto/ Adriano Batista

Parto de avião da ilha Terceira com uma escala na ilha do Faial, com destino à mais pequena ilha do arquipélago, o Corvo. Depois de uma viagem bastante turbulenta eis que quatro passageiros (os que nesta viagem iam para o Corvo, incluindo a minha pessoa) podem dizer passados 45 minutos: “terra à vista”. Assim, passados poucos minutos de começarmos a avistar a ilha, aterrávamos no aeródromo da ilha do Corvo onde o vento se fazia sentir e bem. A primeira etapa estava concluída.