A candidata do Grupo de Cidadãos Eleitores “Esta é a nossa Praia” a Vereadora da Câmara Municipal da Praia da Vitória, nas eleições Autárquicas do próximo dia 26 de setembro, Raquel Borges, garante “a manutenção e o reforço dos apoios municipais” à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória (AHBVPV), elogiando o trabalho prestado “no socorro e cuidado às populações e nas prestações dos bombeiros em competições regionais, nacionais e internacionais onde têm levado e elevado o nome da Cidade e do Concelho aos mais altos patamares”.

Após reunir com a Direção e Comando da AHBVPV (acompanhada de vários elementos da lista de candidatos à Câmara Municipal, encabeçada por Tiago Ormonde, assim como de candidatos que integram a lista da candidatura independente à Assembleia Municipal da Praia da Vitória), Raquel Borges apontou ainda “outras prioridades definidas no Plano de Desenvolvimento para o Concelho da Praia da Vitória, no âmbito das ações de Proteção Civil”, nomeadamente “a criação de Unidades Locais de Proteção Civil nas Freguesias e Vila do Concelho onde ainda não existam, através da disponibilização de apoios específicos às Juntas de Freguesia”.

“A AHBVPV tem prestado um papel fundamental e de excelência no socorro e assistência a todos os Praienses, para além de que tem potenciado o nome da Cidade e do Concelho aos mais altos patamares dos pódios de competições de trauma e desencarceramento a nível regional, nacional e internacional. Tomamos nota das principais dificuldades sentidas por esta Associação e o que podemos garantir é a manutenção e reforço dos apoios municipais aos Bombeiros da Praia da Vitória, para que continuem a ser capazes de prestar o serviço de excelência que têm vindo a prestar ao longo dos últimos anos”, afirmou a candidata à saída.

Por outro lado, acrescentou Raquel Borges, “a candidatura ‘Esta é a nossa Praia’ dedica um capítulo específico do seu Plano de Desenvolvimento Concelhio às questões da Proteção Civil, pelo que estamos focados na melhoria da capacidade de resposta dos serviços municipais e locais de proteção civil. Assim, podemos garantir também que prestaremos todo o apoio necessário às Juntas de Freguesia, no sentido de serem criadas Unidades Locais de Proteção Civil, nas localidades onde ainda não existam”. “Vamos ainda reivindicar um reforço dos meios para melhorar a qualidade do serviço de segurança pública em todo o Concelho, desenvolver ações de sensibilização para toda a população, com especial enfoque nas crianças e nos idosos, no que toca a questões de proteção civil, apoiar as Instituições no âmbito dos seus planos de emergência e medidas de autoproteção, através do apoio à realização de inspeções regulares e garantir inspeções conjuntas, em toda a extensão das ribeiras, em articulação com os Serviços de Ambiente do Governo Regional e Juntas de Freguesia”, salientou.

“A Proteção Civil começa em cada um de nós, mas os serviços municipais são os que estão mais próximos das populações, pelo que, não podemos descurar as questões relativas à proteção de pessoas e bens. E não é por estarmos em campanha que esquecemos o essencial. E estas questões são da maior importância”, declarou Raquel Borges.

Pin It